X

Samba

Samba de Guerrilha faixa a faixa

podcast faixa-a-faixa
Reprodução

O podcast Faixa a Faixa √© imperd√≠vel para quem quer conhecer como foi o processo artesanal de constru√ß√£o do novo √°lbum de Luca Argel, Samba de Guerrilha. Na entrevista concedida ao cr√≠tico musical Affonso Nunes, o cantor conta todas as inspira√ß√Ķes e ideias que passaram por sua cabe√ßa at√© chegar ao resultado final de cada faixa.

“Luca √© um carioca que faz jus √†quele antigo verso: o samba mandou me chamar”, diz o jornalista e cr√≠tico ao descrever a trajet√≥ria do cantautor no mundo do samba.

No podcast Luca, sobretudo, fala sobre o interesse do p√ļblico portugu√™s pelos sons do Brasil.

A entrevista pode ser ouvida nas plataformas Spotify, Deezer, Anchor e CastBox.

Clique aqui para ver a matéria na íntegra

Enfim… A hist√≥ria!

A princípio criado para ser um show, o repertório de Samba de Guerrilha ganhou novos rumos!

Lan√ßado no √ļltimo m√™s de fevereiro,¬†o √°lbum conceitual de regrava√ß√Ķes est√° dispon√≠vel nas plataformas online e, fisicamente, em formato de jornal. Al√©m disso, traz saborosos cl√°ssicos do samba em uma narrativa com arranjos reinventados, eletrificados e suingados.

Samba de Guerrilha √©, sobretudo, um trabalho de pesquisa. Luca faz um grande ‘apanhado’ de grandes cl√°ssicos do samba que contam parte da hist√≥ria do Brasil. A princ√≠pio, o repert√≥rio foi criado apenas para um show. Mas, na verdade, isso apenas se transformou num ‘insight’ para o nascimento de uma obra hist√≥rica.

A edi√ß√£o dos textos e letras do Jornal Samba de Guerrilha – com ilustra√ß√Ķes de Jos√© Feitor -, inclui c√≥digo para download do √°lbum completo.

COMPRE E OUÇA SAMBA DE GUERRILHA

Ultraverso _ Samba de Guerrilha

Samba de Guerrilha é uma aula moderna de história do Brasil

Ultraverso_Samba de Guerrilha
Reprodução

Luca Argel conversa com o portal Ultraverso para explicar o universo de criação de seu mais recente disco, o Samba de Guerrilha.

No bate-papo descontra√≠do, o cantor e compositor brasileiro, radicado h√° quase dez anos no Porto, em Portugal,¬† avalia como as quest√Ķes da √©poca da escravid√£o ainda influenciam a forma de viver e de pensar dos brasileiros.

“Quando a gente ouve samba a gente reconhece nas letras a presen√ßa destes mesmos problemas sociais: desigualdade, pobreza, racismo, persegui√ß√£o”, conta.

Confira abaixo a entrevista exclusiva

Revela√ß√Ķes

Analogamente, Luca revela ao Ultraverso que o repertório do álbum foi criado apenas para um show na Associação Cultural no Porto.

“Est√°vamos bem ali no meio do processo do golpe contra a Dilma (Roussef). Fizeram uma semana para falar sobre o Brasil e me convidaram para me apresentar. E foi a√≠ que tive a ideia de uma esp√©cie de workshow, em que eu tocava sambas pol√≠ticos e ia contando a hist√≥ria do samba, misturada √† hist√≥ria do Brasil. Percorria todo o s√©culo XX, desde a aboli√ß√£o at√© Michel Temer“, explica.

Clique aqui e confira a matéria completa no site

Enfim… A hist√≥ria!

A princípio criado para ser um show, o repertório de Samba de Guerrilha ganhou novos rumos!

Lan√ßado no √ļltimo m√™s de fevereiro,¬†o √°lbum conceitual de regrava√ß√Ķes est√° dispon√≠vel nas plataformas online e, fisicamente, em formato de jornal. Al√©m disso, traz saborosos cl√°ssicos do samba em uma narrativa com arranjos reinventados, eletrificados e suingados.

COMPRE E OUÇA SAMBA DE GUERRILHA

Luca Argel_Gerador

Samba de Guerrilha: ‘Portador de uma mensagem’

Luca Argel_Gerador
Reprodução

“O prop√≥sito principal do Samba de Guerrilha √© ser portador de uma mensagem, de v√°rias mensagens, na verdade, que dizem respeito n√£o s√≥ ao samba, mas, principalmente, √† sociedade, de uma forma geral”, assim Luca Argel apresenta Samba de Guerrilha ao Observador.

Na entrevista conduzida por Fl√°via Brito, o cantautor revela o processo de constru√ß√£o do novo √°lbum . Sobretudo, destaca as mensagens passadas pelas m√ļsicas, os novos arranjos e participa√ß√Ķes especiais.

“Acho que este √°lbum tem uma caracter√≠stica diferente de qualquer coisa que eu j√° tenha feito, que √© essa coisa da narra√ß√£o”, explica Luca.

Clique aqui e confira a matéria na íntegra

Viagem no tempo através do samba

A publicação diz, ainda, que a obra de Luca Argel leva os ouvintes numa viagem através da centenária história do samba ao falar sobre o combate ao racismo, à escravatura e às desigualdades no Brasil.

Lan√ßado no √ļltimo m√™s de fevereiro ‚Ästnas plataformas online¬†e, fisicamente, em formato de jornal ‚ÄstSamba de Guerrilha √© um √°lbum conceitual de regrava√ß√Ķes. Entre cl√°ssicos do samba, assume uma narrativa com arranjos reinventados, eletrificados e suingados.

Segundo o Observador, Samba de Guerrilha n√£o se assume apenas como um disco, mas sim uma obra que re√ļne m√ļltiplas express√Ķes art√≠sticas em si.

“… a sociedade brasileira como um exemplo, como um estudo de caso, mas que pode servir de aprendizagem para qualquer outra sociedade que tenha na sua hist√≥ria essa experi√™ncia da escravatura, a experi√™ncia da coloniza√ß√£o, a experi√™ncia da di√°spora, de ter cidad√£os oriundos de uma di√°spora”, conclui Luca.

RTP Play - Luca Argel

Programa ‘Pe√ßas Musicais’ recebe Luca Argel

A RTP Play convida Luca Argel para o programa ‘Pe√ßas Musicais’. Em entrevista para Ana Sofia Carvalheda, o m√ļsico fala sobre o processo de cria√ß√£o do novo √°lbum, Samba de Guerrilha.

Al√©m disso, o catautor discorre sobre sobre a import√Ęncia de se transitar pelas artes.

“Explorar esta interse√ß√£o entre artes √© uma atitude sempre muito f√©rtil para qualquer trabalho art√≠stico, a intera√ß√£o, a contamina√ß√£o entre diferentes artes”, diz Luca. “No meu caso isso acontece especialmente entre m√ļsica e literatura, entre sons e a palavra escrita ou falada. E no Samba de Guerrilha essa interse√ß√£o √© fundamental para o √°lbum acontecer, porque a maior parte dele √© texto falado e n√£o cantado. O que eu escrevi, na verdade, nesse √°lbum foram os textos falados”, conclui.

Por fim, Ana Sofia avalia:

Samba de Guerrilha √© um disco muito especial, que parte de um conceito ainda mais especial, que √© a possibilidade de se cruzar diferentes artes”.

Clique aqui e Ouça a íntegra da entrevista

Samba de Guerrilha - Observador

Samba de Guerrilha √© um ‘√°lbum ambicioso’

Samba de Guerrilha_Oservador
Reprodução

Samba de Guerrilha √© classificado como ‘um √°lbum ambicioso’ pela r√°dio Observador. No programa “Isso N√£o Passa na R√°dio”, os apresentadores deram, sobretudo, ao novo √°lbum de Argel a alcunha de m√ļsica de interven√ß√£o.

“J√° tinha gostado muito do Bandeira, e principalmente do Conversa de Fila, registros anteriores bem mais suaves”, disse o editor da r√°dio, Jo√£o Alexandre. “E ele aqui decidiu fazer uma coisa¬† bem mais… ambiciosa. E a coisa ambiciosa que ele fez foi um disco de samba √≥pera, um bocado inspirado naquela coisa da √≥pera rock”, completa.

Dessa forma, os comentários sobre Samba de Guerrilha começam a partir de 30:05.

Clique aqui e Ouça a íntegra do programa

Samba_Almanaque

Samba é brincadeira levada a sério

Samba _ Almanaque
Reprodução

Samba de Guerrilha é destaque em entrevista de Luca Argel para a jornalista Monica Bittencourt no programa Almanaque Carioca, da Rádio Roquette Pinto, RJ.

COMPRE E OUÇA SAMBA DE GUERRILHA

A princípio, Luca contou como o batuque deixou de ser uma brincadeira de fim de semana para se tornar uma carreira.

“Era s√≥ uma brincadeira de fim de semana que acabou ficando s√©ria e se tornando no grupo ‘Samba Sem Fronteiras’, de que eu fa√ßo parte e onde trabalho at√© hoje… e que tamb√©m s√≥ existe porque o p√ļblico portugu√™s abra√ßou muito a ideia”, conta.

Por fim, a descontra√≠da conversa n√£o poderia terminar de outra maneira sen√£o com muita m√ļsica boa. Confiram!

OU√áA ABAIXO A ENTREVISTA NA √ćNTEGRA:
Batatinha_Anota Bahia

Samba de Guerrilha homenageia compositor baiano

Batatinha _ Anota Bahia
Reprodução

“√Č proibido sonhar… Ent√£o me deixe o direito de sambar”. O verso, forte, √© da m√ļsica Direito de Sambar, do compositor baiano Oscar da Penha, mais conhecido como Batatinha. A m√ļsica conta a hist√≥ria de um sambista proibido de desfilar em sua escola. Mas ao mesmo tempo pode ser interpretada como um paralelo √† opress√£o ao samba e √† cultura negra, no Brasil.

“Os primeiros versos deste samba de Batatinha s√£o um resumo da hist√≥ria do Brasil em dez palavras: ‚Äú√Č proibido sonhar, ent√£o me deixe o direito de sambar‚ÄĚ, conta o cantautor Luca Argel.

Batatinha é considerado um dos maiores compositores da Bahia e também é um dos preferidos de Luca.

“Fui eu mesmo que gravei quase todos os instrumentos do √°lbum, mas confesso que tive muita dificuldade em fazer o arranjo para esta m√ļsica. Minha primeira ideia foi criar uma vers√£o em blues, mas acabou n√£o dando certo. Da√≠ pedi ajuda ao Carlos C√©sar Motta, que criou e gravou toda a se√ß√£o de percuss√Ķes, o que deu o corpo que eu procuravapara esta nova vers√£o”, conta.

Clique aqui e leia a matéria na íntegra

Enfim… A hist√≥ria!

A princípio criado para ser um show, o repertório de Samba de Guerrilha ganhou novos rumos!

Lan√ßado no √ļltimo m√™s de fevereiro,¬†o √°lbum conceitual de regrava√ß√Ķes est√° dispon√≠vel nas plataformas online e, fisicamente, em formato de jornal. Al√©m disso, traz saborosos cl√°ssicos do samba em uma narrativa com arranjos reinventados, eletrificados e suingados.

Samba de Guerrilha √©, sobretudo, um trabalho de pesquisa. Luca faz um grande ‘apanhado’ de grandes cl√°ssicos do samba que contam parte da hist√≥ria do Brasil. A princ√≠pio, o repert√≥rio foi criado apenas para um show. Mas, na verdade, isso apenas se transformou num ‘insight’ para o nascimento de uma obra hist√≥rica.

A edi√ß√£o dos textos e letras do Jornal Samba de Guerrilha – com ilustra√ß√Ķes de Jos√© Feitor -, inclui c√≥digo para download do √°lbum completo.

COMPRE E OUÇA SAMBA DE GUERRILHA

Samba de Guerrilha_Sopa Cultural

Luca Argel diz: “O Samba n√£o √© s√≥ o lado festivo”

Samba de Guerrilha _ Sopa Cultural
Reprodução

Samba de Guerrilha √© muito mais do que um disco: junta m√ļsica, ilustra√ß√£o, narra√ß√£o, poesia. E vem com todo o estofo que o samba pode dar a um √°lbum que pretende contar a sua hist√≥ria. Assim, o mais novo √°lbum de Luca Argel, que falou ao Sopa Cultural.

‚ÄúA ideia √© contar uma hist√≥ria, que tem narra√ß√£o em uma linha do tempo. Da√≠ a proposta de editar um jornal e n√£o um √°lbum de CD, porque assim a gente d√° mais visibilidade ao texto, √† hist√≥ria e possibilita √†s pessoas acompanharem tudo com mais detalhes‚ÄĚ, explica o cantautor.

Samba de Guerrilha tem participa√ß√Ķes especiais da rapper portuguesa Telma Tvon, nas narra√ß√Ķes, do ator e cantor¬†√Ātila Bee¬†na faixa¬†Almirante Negro (O Mestre Sala dos Mares), os rappers¬†Vinicius Terra¬†em¬†Virada, e Frank√£o (a.k.a. O Gringo Sou Eu), no arranjo de¬†V√° Cuidar da Sua Vida.¬†Carlos C√©sar¬†est√° nas percuss√Ķes do¬†Direito de Sambar, cl√°ssico de¬†Batatinha, e a cantora¬†Karla da Silva¬†faz em¬†Uma Hist√≥ria Diferente.

Clique aqui e confira a matéria na íntegra

Trabalho histórico

Samba de Guerrilha √©, sobretudo, um trabalho de pesquisa. Luca faz um grande ‘apanhado’ de grandes cl√°ssicos do samba que contam parte da hist√≥ria do Brasil.

CLIQUE E COMPRE SAMBA DE GUERRILHA

Pesadelo-Headliner

HeadLiner recomenda a faixa Pesadelo

Pesadelo_headliner

Pesadelo ganhou men√ß√£o do site especializado em m√ļsica, Headliner. Anteriormente, por√©m, a publica√ß√£o destacou o lan√ßamento de Samba de Guerrilha.

O site traz informa√ß√Ķes sobre lan√ßamentos musicais pelo mundo. Sobretudo novidades sobre artistas e talentos emergentes.

Veja o clipe de Pesadelo

Samba de Guerrilha ganha espaço no Portugal Rebelde

O Site Portugal Rebelde antecipa o lançamento de Samba de Guerrilha. E enquanto o novo álbum de Luca Argel não chega, a publicação destacou o seu formato digital.

Sobretudo a novidade sobre o formato do álbum, que em vez de um suporte físico, como CD ou vinil, é editado em forma de jornal ilustrado. Samba de Guerrilha também está disponível em plataformas digitais.

Veja a matéria na íntegra