X

rimas e batidas

Rimas & Batidas: “ouvir Luca Argel e a sua banda √© uma experi√™ncia libertadora”

Clique aqui e veja a matéria na íntegra

Rimas & Batidas: “O samba de Luca Argel n√£o tem fronteiras”

“H√° encontros que est√£o destinados a acontecer, e nem uma pandemia global os consegue adiar por muito tempo. Um desses encontros deu-se esta ter√ßa-feira, quando Luca Argel subiu ao palco do Teatro da Trindade INATEL, em Lisboa.” Assim Jo√£o Mineiro come√ßa o relato para o site Rimas & Batidas, de uma noite inesquec√≠vel, a primeira apresenta√ß√£o ao vivo de “Samba de Guerrilha”, com Luca Argel e banda.

O concerto aconteceu no Teatro da Trindade em Lisboa, no √ļltimo dia 27 de Abril, com lota√ß√£o esgotada. Luca Argel abriu a programa√ß√£o do Ciclo Mundos apresentando-se pela primeira vez com banda, e estreando o repert√≥rio do novo √°lbum, “Samba de Guerrilha”. O p√ļblico rendeu-se √† atua√ß√£o da primeira √† √ļltima m√ļsica, e o relato √© emocionante.

“Uma m√ļsica que √© linguagem universal e comum, transportando a mem√≥ria do Brasil que √© tamb√©m nossa, que sabemos que nem os oceanos, nem as fronteiras, dividem lutas e patrim√≥nios comuns. Foi isso tamb√©m que Luca Argel lembrou quando pediu uma salva de palmas para o 25 de Abril. Estamos todos e todas no mesmo samba e na mesma guerrilha. Quando o concerto termina, e regressamos a casa, s√≥ uma coisa nos vem √† cabe√ßa: ainda bem que Luca Argel fez tamb√©m de Portugal a sua casa.”

Clique aqui e veja a matéria na íntegra

Fotos: Ana Viotti