Sobre o Álbum

2021

Com “Samba de Guerrilha”, Luca Argel criou um mosaico de música, poesia, narração e ilustração, reunindo agora em disco versões de sambas que, interligados, contam uma parte importante da história do seu país. Segue por sambas sufocados pela censura, que resistiram contra a ditadura militar brasileira, e lembra as marcas do colonialismo e da escravatura, que cicatrizam no racismo estrutural dos dias de hoje. Com participações de Vinicius Terra, Carlos César Motta, Átila Bee, Frankão (O Gringo Sou Eu) e Karla da Silva, as canções são intercaladas por textos narrados que ganham profundidade na voz da rapper e escritora angolana Telma Tvon. Nos arranjos reinventados, o samba surge electrificado, electrónico, desconstruído das suas bases rítmicas. A um oceano de distância da fonte, Luca Argel liberta-se dos cânones. As canções são reinterpretadas com a sua sensibilidade e sabedoria. Este é um disco que merece ser apreciado no seu testemunho histórico, na beleza da sua poesia, na reinvenção musical e na maresia das melodias. No fim, abre as janelas para construir um novo enredo e sonhar um amanhã melhor.”

Ana Patrícia Silva (Time Out)

OUÇA

 

COMPRE

Samba de Guerrilha