X
X
<svg class="herion-back-to-top"><g><line x2="227.62" y1="31.28" y2="31.28"></line><polyline points="222.62 25.78 228.12 31.28 222.62 36.78"></polyline><circle cx="224.67" cy="30.94" r="30.5" transform="rotate(180 224.67 30.94) scale(1, -1) translate(0, -61)"></circle></g></svg>
luca argel

lucaargel

Rimas & Batidas: “ouvir Luca Argel e a sua banda é uma experiência libertadora”

Clique aqui e veja a matéria na íntegra

Rimas & Batidas: “O samba de Luca Argel não tem fronteiras”

“Há encontros que estão destinados a acontecer, e nem uma pandemia global os consegue adiar por muito tempo. Um desses encontros deu-se esta terça-feira, quando Luca Argel subiu ao palco do Teatro da Trindade INATEL, em Lisboa.” Assim João Mineiro começa o relato para o site Rimas & Batidas, de uma noite inesquecível, a primeira apresentação ao vivo de “Samba de Guerrilha”, com Luca Argel e banda.

O concerto aconteceu no Teatro da Trindade em Lisboa, no último dia 27 de Abril, com lotação esgotada. Luca Argel abriu a programação do Ciclo Mundos apresentando-se pela primeira vez com banda, e estreando o repertório do novo álbum, “Samba de Guerrilha”. O público rendeu-se à atuação da primeira à última música, e o relato é emocionante.

“Uma música que é linguagem universal e comum, transportando a memória do Brasil que é também nossa, que sabemos que nem os oceanos, nem as fronteiras, dividem lutas e patrimónios comuns. Foi isso também que Luca Argel lembrou quando pediu uma salva de palmas para o 25 de Abril. Estamos todos e todas no mesmo samba e na mesma guerrilha. Quando o concerto termina, e regressamos a casa, só uma coisa nos vem à cabeça: ainda bem que Luca Argel fez também de Portugal a sua casa.”

Clique aqui e veja a matéria na íntegra

Fotos: Ana Viotti

Fui ao Inferno e lembrei de você

Fui ao Inferno e lembrei de você

Fui ao Inferno e lembrei de você

7letras/Averno, 2019

“O inferno é aqui? Com sua verve incomparável e seu estilo único, Luca Argel visita as paisagens infernais para criar uma nova comédia divina e humana, já com atualizadíssimo vocabulário ortográfico: em bom (aliás ótimo) português. Entre inferno e céu, com tudo que nem cabe em nossa vã filosofia, por via das dúvidas convém ter em mãos este guia literário para nos conduzir por estas paragens sempre tão populosas, por mais que sempre tentemos evitá-las: afinal, se o inferno for mesmo aqui, nada como um bom livro para nos distrair pelo resto da eternidade.”

CLIQUE AQUI PARA COMPRAR

CLIQUE NAS PLATAFORMAS ABAIXO PARA OUVIR O AUDIOBOOK DE FUI AO INFERNO E LEMBREI DE VOCÊ

Uma pequena festa por uma eternidade

Uma pequena festa por uma eternidade

Uma pequena festa por uma eternidade

7letras, 2016

“A poesia nunca mais será a mesma depois desta pequena festa. Aqui se aprende a comprar uma estrela, ou como perder 7 amigos em 5 dias, e ainda uma ou outra verdade sobre os raios, bem como o que fazer quando não há uma tomada perto da cama. Cada um destes poemas conta mais que uma história, canta mais que uma canção de ritmos inesperados, revela mais que um filme de mistério. No caldeirão do artista cabe tudo – música, leitura, cinema, lembrança, conversa, invenção. Tudo é palavra, vira som; tudo é novidade, basta ver; tudo cabe nos olhos cor de coca-cola, nas fotos perdidas de uma iguana talvez inexistente, numa simples ou complexa operação aritmética e no estranho idioma de um filme sem legendas. Com uma palheta de cores inéditas e a arte lúdica de combinar as singelezas cotidianas com as mais profundas questões metafísicas, Luca Argel reafirma neste novo livro seu talento como uma das vozes mais inovadoras da nossa literatura.”

 (Semifinalista do Prêmio Oceanos 2017)

 CLIQUE PARA COMPRAR

Esqueci de Fixar o Grafite

Esqueci de fixar o grafiteesqueci de fixar o grafite

7letras, 2012

“O universo poético de Luca Argel transita entre o cotidiano e o inesperado, traduz-se em imagens de cores cujo nome nem conhecíamos, num mundo de pixels onde nem sempre é possível fixar o grafite na memória. Universo geracional de quem já nasceu na era da informação, aqui temperado com um talento musical para a combinação de sons, trazendo o frescor de uma originalidade quase lúdica que faz da poesia brinquedo, ou melhor dizendo: arte.”

 

CLIQUE AQUI PARA COMPRAR

 

Samba de Guerrilha ganha espaço no Portugal Rebelde

O Site Portugal Rebelde antecipa o lançamento de Samba de Guerrilha. E enquanto o novo álbum de Luca Argel não chega, a publicação destacou o seu formato digital.

Sobretudo a novidade sobre o formato do álbum, que em vez de um suporte físico, como CD ou vinil, é editado em forma de jornal ilustrado. Samba de Guerrilha também está disponível em plataformas digitais.

Veja a matéria na íntegra